Estação de Tratamento de Água Guarará

Construída em 1943, a ETA (Estação de Tratamento de Água) Guarará fornece, desde sua inauguração, água tratada para 6% da população de Santo André. No local também existe o “Espaço Elemento Água” onde está a chamada Casa de Vidro - onde é possível acompanhar todo o percurso da água através de paredes de vidro -, peças antigas do processo de tratamento e ainda uma maquete da cidade.

 Na Área Operacional Guarará, onde está localizada a ETA, também é possível conhecer o “Caminho das Águas”, espaço montado especialmente para mostrar de maneira lúdica como é todo o processo de captação, tratamento e distribuição da água na cidade.

Conheça o processo de tratamento da água

A água bruta captada na represa do Parque do Pedroso é enviada para a ETA por meio de tubulação. Antes de iniciar o tratamento a água bruta passa por um aquário de peixes chamado de “Controle Biológico”. Neste aquário, caso haja alguma alteração entre os peixes, pode ser detectado se há alguma anormalidade com a água. Só então ela é dirigida para o tratamento.

A água então recebe as primeiras aplicações químicas de cloro, cal hidratada e sulfato de alumínio ou sulfato férrico. Depois a água corre para os tanques com as chicanas, que permitem a água escoar lentamente e em baixa velocidade, dessa maneira os produtos químicos podem fazer efeito formando flocos na água que removem as impurezas.

A água com “flocos” segue para as grandes piscinas de sedimentação, onde os flocos descem até o fundo. Depois da decantação a água segue para os filtros onde serão removidas as últimas impurezas. Os filtros são compostos por camadas de areia fina, média e grossa e por uma camada de cascalho.

Esta água filtrada vai para um canal onde é aplicada a cal, que tem a finalidade de equilibrar a acidez e a alcalinidade, com isso as redes e as tubulações de distribuição de água ficam protegidas contra a corrosão. São adicionados ainda os compostos de flúor para a prevenção de cáries dentárias.

Nesta etapa a água já está pronta para consumo, mas mesmo assim ela continua sendo verificada e analisada pelos químicos e técnicos da ETA para que a qualidade seja sempre garantida. Já tratada e analisada a água potável é bombeada até os reservatórios do Semasa onde são distribuídas para a população por meio das tubulações e redes de distribuição.

Para conhecer mais o Caminho das Águas, clique aqui.

Arquivos: